Cícero do Santa Maria lamenta falta de convênio para atender pessoas com deficiência da capital no CER IV

por Por assessoria de imprensa do Parlamentar — publicado 27/02/2024 11h11, última modificação 27/02/2024 11h11
Cícero do Santa Maria lamenta falta de convênio para atender pessoas com deficiência da capital no CER IV

Foto: China Tom

Inaugurado para servir como referência no atendimento de pessoas com deficiência da capital e do estado, o Centro Especializado em Reabilitação de Sergipe (CER IV), que atende pacientes com deficiência física, auditiva, visual e intelectual, exerce um papel fundamental nesse tipo de atendimento. 
 
E para conhecer melhor a estrutura oferecida, o vereador Cícero do Santa Maria (Podemos), que é secretário da comissão de Saúde, Meio Ambiente e Proteção Animal da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), fez uma visita surpresa à instituição. 
 
Ao chegar ao local, o vereador constatou que o CER IV não estaria atendendo pacientes da capital por falta de convênio firmado com a prefeitura. “É muito bom a gente fiscalizar, agora, infelizmente, a gente sai triste em saber que a prefeitura de Aracaju não tem convênio com a instituição, o que deixa os cidadãos aracajuanos com deficiência sem um atendimento especializado”, lamentou Cícero do Santa Maria. 
 
O parlamentar ressaltou que muitas prefeituras do interior oferecem esse serviço. “Um exemplo é a cidade de Nossa Senhora Aparecida, que, todos os dias, a prefeitura fornece carro para que os pacientes possam vir  e, infelizmente, os aracajuanos não podem ter esse atendimento por falta de um convênio”, relevou Cícero. 
 
Pai de um adolescente com o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), Cícero conhece bem a importância de um atendimento especializado. “Aqui, eles fazem o trabalho de acompanhamento e a gente viu que tem de tudo. Eu, como tenho um filho autista, sei da necessidade que Aracaju tem de ter um centro desse. Infelizmente é aqui em Aracaju, mas a prefeitura não tem convênio. Então, vou conversar com os outros membros da comissão para que a gente vá até o prefeito, a secretaria da Saúde e possa fazer o convênio que a população de Aracaju precisa”, completou Cícero do Santa Maria. 
 
Estrutura 
 
O CER IV cumpre o papel de preencher a lacuna existente em todo o Brasil no que se refere à reabilitação de pessoas com deficiência usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS). Por isso, o espaço tem como proposta ser referência regional, oferecendo tecnologia de ponta aos pacientes. Além de suas quatro áreas de especialidade, o Centro também foi criado para tratamento de pessoas ostomizadas (que utilizam bolsa de colostomia) e com múltiplas deficiências. 
 
O espaço funciona atrás do Centro de Atenção à Saúde de Sergipe (CASE), no Centro Administrativo, próximo ao Hospital Especializado em Câncer Governador Marcelo Déda Chagas. O local tem capacidade de atendimento de 700 pacientes por mês e abriga sala de acolhimento familiar, consultórios médicos, oficina ortopédica, salas multidisciplinares para avaliação e reabilitação, brinquedoteca, biblioteca adaptada, sala de vídeo, campo de futebol, ginásio de fisioterapia ortopédica, piscina coberta e aquecida e anfiteatro.