Sargento Byron ouve reivindicações dos motoristas de transportes alternativos de Aracaju

por Pábulo Henrique, Assessoria de Imprensa do parlamentar — publicado 06/06/2022 10h58, última modificação 06/06/2022 10h58
Sargento Byron ouve reivindicações dos motoristas de transportes alternativos de Aracaju

Foto: Assessoria do parlamentar

O vereador por Aracaju, Sargento Byron (Republicanos), recebeu, em seu gabinete, representantes do movimento que visa a legalização do transporte alternativo da Zona de Expansão. O encontro teve como objetivo apresentar a proposta ao parlamentar e pedir apoio para que a situação seja discutida na Casa Legislativa e viabilizada.

De acordo com o advogado Gustavo Fontes, representante do movimento unificado dos motoristas dos transportes alternativos, esses motoristas surgiram para atender a demanda de moradores dos bairros da antiga Zona de Expansão, já que os problemas relacionados ao transporte coletivo são frequentes na região. “Trata-se de um serviço que não é clandestino. Nada é feito escondido. Porém, há a necessidade da regularização desses motoristas, e é isso que estamos em busca. Nesse movimento, além dos motoristas de transportes alternativos, temos os taxistas, que devido à crise, também precisam encontrar soluções para que continuem desenvolvendo seus trabalhos. Uma solução apresentada pela classe é também poder prestar o serviço de transporte alternativo, sem a necessidade da bandeira. Estamos aqui para apresentar ao vereador Sargento Byron quais são as nossas intenções. São trabalhadores de bem, pessoas que vão em busca, todos os dias, do seu pão de cada dia. E, em meio às lutas diárias, o que mais ocorre são perseguições a esses trabalhadores. Precisamos de uma solução”, frisa.

O vereador Sargento Byron avalia que a situação precisa de um debate qualificado. “Precisamos discutir como vamos viabilizar essa regularização. São trabalhadores que precisam ser respeitados e tratados com dignidade. Porém, é preciso que seja feito um estudo aprofundado. Para que a situação seja solucionada com responsabilidade. Afinal, temos que garantir que o serviço continue, mas de maneira segura para os motoristas e passageiros, além de que se estamos falando de uma classe trabalhista essa classe precisa arcar com o que é de sua responsabilidade no tocante das questões trabalhistas”, refletiu.

O vereador garantiu apoio ao movimento. “O meu mandato vai apoiar, sim, a discussão e estudo da situação. Esses motoristas podem contar conosco. Vamos conversar com outros vereadores, com o órgão responsável pela regularização do transporte na capital, e entender o que podemos fazer para ajudar a essa classe trabalhadora”, garantiu.