Isac fala sobre o mandato e possíveis mudanças para as eleições de 2020 em entrevista a rádio

por Bruna Cury, Assessoria de Imprensa do parlamentar — publicado 21/06/2019 11h28, última modificação 21/06/2019 11h28
Isac fala sobre o mandato e possíveis mudanças para as eleições de 2020 em entrevista a rádio

Foto: Assessoria do parlamentar

Em entrevista ao radialista Carlos Ferreira, na 103 FM, o vereador Isac Silveira (PCdoB) falou, sobre o mandato e possíveis mudanças para as eleições do próximo ano, como por exemplo, a possível mudança de partido de alguns políticos.

O vereador por Aracaju afirmou logo no início da entrevista que é preciso construir um novo caminho. “A política tem exigido de nós, políticos, posturas mais contundentes quanto ao destino do país e do nosso município. Então é preciso apresentar um novo olhar sobre a forma de administrar. É uma necessidade da população que tem exigido isso de nós ”, falou Isac.

Isac também falou sobre a nova juventude brasileira em relação à política. “Eu vejo a juventude e percebo que a minha forma de falar já não os alcança. É diferente dos jovens da minha época. Então eu me pergunto: O que eu penso e o que eu falo, chega até essa nova sociedade? É uma sociedade que quebrou os seus valores? Ou é uma sociedade que construiu novos valores? Então é preciso pensar diferente. Eu tento me reciclar, tento encontrar uma política que dialoga com o coração do outro”, afirmou.

Carlos Ferreira também questionou ao parlamentar sobre suas posições dentro da Câmara, mesmo sendo aliado político do prefeito. “Não sou subserviente. Quando eu subo na tribuna e faço qualquer tipo de crítica é para melhorar. Se for preciso elogiar eu vou elogiar, e se for preciso criticar, assim farei. Se provou ao longo dos dias que mostrei fidelidade ao partido durante debates importantes no parlamento. Sou grato ao PCdoB, e mostrei companheirismo a Edvaldo Nogueira. Mas apontei os erros”, disse o parlamentar.

Outro assunto abordado pelo radialista foi a possível mudança de partido para o próximo ano. Isac falou sobre negociações dele e de outros vereadores com o PDT, e também a possível ida de Edvaldo para o mesmo partido. “Em todas as conversas Edvaldo diz que provavelmente vá, e nós, os vereadores, também estamos construindo esta possibilidade”, concluiu Isac.