Fabiano Oliveira prestigia solenidade em comemoração aos 150 anos da Acese

por Hivy Rhafaella, Assessoria de Imprensa do parlamentar — publicado 27/05/2022 12h40, última modificação 27/05/2022 12h40
Fabiano Oliveira prestigia solenidade em comemoração aos 150 anos da Acese

Foto: China Tom

Na noite da última quinta-feira, 27, o presidente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), Fabiano Oliveira (PP), participou da solenidade dos 150 anos de existência da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese). O evento, que foi realizado no Hotel Sesc Atalaia, premiou empresas sergipanas e entregou troféus para ex-gestores que contribuíram para o desenvolvimento da Associação e do setor empresarial.

Para o parlamentar, falar da Acese é lembrar da importância do setor e de toda classe empresarial.

“A Acese tem um papel importantíssimo durante esses 150 anos de trabalho e de dedicação a sociedade sergipana e classe empresarial. Responsável por gerar renda, desenvolvimento e dar visibilidade ao comércio. No parlamento eu sou um dos defensores do setor produtivo e empresarial, setor esse que também faço parte enquanto empresário, e estou muito feliz em representar a Câmara nesse momento tão especial e mais ainda em poder homenagear toda essa classe empresarial que faz parte da Associação”, comentou.

“Falei durante a sessão na CMA, mas também quero reforçar toda a minha gratidão e respeito aos que fazem essa Instituição. Não posso deixar de parabenizar o presidente Marco Pinheiro por todo trabalho e empenho. Meu desejo é de ainda mais união, prosperidade e desenvolvimento para toda classe”, pontuou.

Marco Pinheiro destacou alguns feitos que marcaram a história da Acese. “A Instituição cumpre o seu papel histórico e relevante de participar dos grandes momentos das nossas vidas. Ao longo da sua história vem defendendo o emprego, o micro e pequeno empreendedor, a vida e a sociedade. A instalação da Petrobrás em Sergipe é fruto de uma ação muito contundente da Acese, por exemplo. Durante a pandemia lançamos ações para fortalecer o comércio. Nós estamos sempre renovando e renascendo a cada momento”, ressaltou.

Fundação

Idealizada pelo português Antônio Martins de Almeida e fundada precisamente no dia 26 de maio de 1872, a Associação Comercial de Sergipe decorreu da atitude progressista de homens dedicados à atividade comercial. À época, Sergipe possuía população pouco superior a 176 mil habitantes e sua economia era baseada na cultura da cana-de-açúcar, no plantio do algodão e na pecuária.

Ao longo de sua história a Associação Comercial tem estado presente nos principais momentos da vida dos sergipanos.

A Associação consolidou sua atuação como agente catalisador de idéias e ações relacionadas com o crescimento de Sergipe. No plano da assistência social instalou em sua própria sede o primeiro núcleo da Legião Brasileira de Assistência em 1942. Nos anos 50 agiu intensivamente junto às autoridades para a instalação de uma agência do Banco do Nordeste do Brasil. Já na década seguinte liderou uma campanha junto a todos os setores da sociedade reivindicando a transferência da sede da RPNE da PETROBRAS de Alagoas para Sergipe, em 1969.