Emília Corrêa: “Pergunte ao povo se 'apenas' R$ 500 mil em aditivos é pouco”

por Andrea Lima, Assessoria de Imprensa do parlamentar — publicado 26/11/2019 13h48, última modificação 26/11/2019 13h48
Emília Corrêa: “Pergunte ao povo se 'apenas' R$ 500 mil em aditivos é pouco”

Foto: Gilton Rosas

O superfaturamento e escândalo com dinheiro público praticados pela gestão municipal, por meio de aditivos em obras de infraestrutura, em especial, no Loteamento Moema Mary, ainda tem sido assunto na Tribuna da Câmara de Vereadores. Em resposta ao presidente da Casa, Nitinho Vitale (PSD), a vereadora Emília Corrêa (Patriota), enfatizou estar ciente que aditivos são legais, o fato questionado por ela são os valores (em uma única obra).

“Não preciso ir ao Ministério Público (MP/SE) para comprovar que aditivos são legais, isso eu sei, o meu questionamento, desde o início, tem sido a quantidade de aditivos, 27 para ser mais exata, totalizando meio milhão de reais, em um mesmo local, Moema Mary somando com Jardim Bahia para urbanização de 23 ruas”, declarou.

Emília explicou ainda que embora aditivos sejam legais, existem situações específicas para isso. “Um prazo de contrato extrapolado, por exemplo, não cabe aditivos, é caso de licitação. É o que vemos nessas obras realizadas pela gestão, a maioria com prazos vencidos. Não falo nada sem ter provas, todos os aditivos que mencionei, foram expostos aqui nesta Casa. Permanecemos aguardando as devidas explicações”, afirmou.