Dr. Manuel Marcos abraça causa dos excedentes em concurso público da PM/SE

por Lucivânia Pereira, Assessoria de Imprensa do parlamentar — publicado 09/04/2019 19h00, última modificação 09/04/2019 19h00
Dr. Manuel Marcos abraça causa dos excedentes em concurso público da PM/SE

Foto: Assessoria de Imprensa

O vereador Dr. Manuel Marcos (PSDB) apoia a causa dos candidatos excedentes do concurso da Polícia Militar de Sergipe (PM/SE), realizado em 2018. Após o Estado convocar 300 classificados para a inspeção de saúde e pré-matrícula no curso de formação de soldados e oficiais, surgiu um imbróglio entre os classificados. De um lado, os convocados e do outro os excedentes que defendem a chamada de mais candidatos e formação de nova turma.

“Um estudo divulgado no último domingo, 08, na revista Exame, realizado pela organização Conselho Cidadão para a Segurança Pública e a Justiça Penal do México apontou Aracaju como a 25ª cidade mais violenta do mundo. Já a análise do Fórum Brasileiro de Segurança Pública aponta Sergipe como o sexto estado mais violento do país. Ou seja, segurança pública ainda deixa a desejar em nosso território. O estado precisa ampliar o contingente e chamar esses indivíduos aprovados que suprir a demanda a qual necessitamos para reverter o cenário. Precisamos tirar Sergipe e nossa capital dessa estatística tão negativa”, avalia o vereador Dr. Manuel Marcos.

Um dos porta-vozes dos candidatos excedentes, Francisco Santos Souza, juntamente com outras pessoas que se encontram na mesma situação, agradeceu o apoio do parlamentar e ainda pontuou dados relevantes. “Esse ano mais de 400 policiais estão se aposentando e, se ele chamar somente os 300 que consta no edital, eles os convocados só entraram daqui há dez meses depois do curso de formação. Sendo assim, vai continuar no déficit mesmo depois da convocação do 300 porque será apenas uma reposição e não acréscimo. O número é muito abaixo do que o estado necessita hoje. A promessa de campanha do governador Belivaldo Chagas foi que chamaria entre 1500 e 2000 novos policiais durante o concurso que está em vigência”, ressalta.