Audiência Pública de autoria de Elber discute a volta da Petrobras a Sergipe

por Anna Paula Aquino, Assessoria de Imprensa do Parlamentar — publicado 30/04/2024 16h17, última modificação 30/04/2024 16h17
Audiência Pública de autoria de Elber discute a volta da Petrobras a Sergipe

Foto: China Tom

Uma Audiência Pública debateu a volta da Petrobras para Sergipe nesta terça-feira, 30, na Câmara Municipal de Aracaju (CMA). A oportunidade, que foi de autoria do vereador Elber Batalha (PSB), reuniu sindicatos como o Sindicato Unificado dos Trabalhadores Petroleiros, Petroquímicos, Químicos e Plásticos nos estados de Alagoas e Sergipe (Sindipetro) e entidades empenhadas na pauta. 

Entre os assuntos abordados, o modelo de exploração a ser adotado no estado, com dados apresentados pelo Sindipetro dos anos de trabalho realizado com a forma terrestre, bem como os benefícios do Sergipe Águas Profundas. De acordo com o sindicato, sem esse método, a produção de óleo chega a 7,9 mil barris por dia e, com ele, pode chegar a 240 mil. Além disso, a produção de gás, que sem ele é de 0,05 mm m³ diário, pode atingir 18 mm m³ por dia.   

Para Thiago Italo, diretor do Sindipetro, o momento é de união para que o melhor aconteça em nosso estado. “Visto que perdemos a chance de impostos e geração de empregos para os sergipanos. O nosso bloco em alto mar não é só da Petrobrás, mas também de outras empresas, por isso ela precisa fazer algo para que não se torne viável apenas a exploração do óleo e gás em nosso litoral. Que ela possa trazer o UPGN para Sergipe. Precisamos da força de políticos e mais pessoas para mudar tudo isso. Com isso, mais de 100 mil empregos podem ser gerados”, explicou.   

Pedro Messias, diretor do sindicato, também ressaltou os outros meios afetados com essa saída em 2018. “Perdemos muita receita e empregos. Os hotéis, o comércio, empresas fornecedoras e outros setores que movimentavam a economia por aqui. Cerca de 30% dos hotéis eram movimentados semanalmente pelos trabalhadores diretos e os terceirizados que passavam por aqui. A audiência foi muito exitosa, e com a ajuda do vereador Elber e mais pessoas, vamos conseguir trazer tudo de volta”, comentou.  

José Augusto Andrade, diretor de inovação e empreendedorismo do Instituto Federal de Sergipe (IFS), detalhou como a educação também foi afetada. “Se analisarmos, perceberemos que a Petrobrás sempre trouxe riqueza, não apenas financeira, mas também em outros aspectos, como a educação. Sergipe tem uma forte parceria com a Petrobrás, por isso algumas coisas do instituto foram criadas para capacitar o público com cursos como Petróleo e Gás. Todos os alunos que faziam os cursos elaboravam projetos de pesquisa e recebiam bolsa. Grande parte deles permanecia na instituição, se formava e continuava trabalhando na área. É uma perda muito grande não só para o estado, mas também para os alunos”, relatou na tribuna.   

De acordo com o vereador Elber, a ocasião foi muito proveitosa, e essa volta é um dos compromissos de Lula e do governo federal. “O mais importante dessa audiência foram os debates e as forças para acelerar isso. A Petrobras sempre foi uma das maiores precursoras do desenvolvimento econômico de Sergipe, um grande gerador de renda e empregos, movimentando uma grande cadeia. Essa retomada é um compromisso do presidente Lula e pode acontecer, ainda mais com as mobilizações como a de hoje. Os sergipanos precisam se unir para ter tudo isso de volta”, declarou.