“A Bíblia não se refere à maconha”, Eduardo Lima rebate vereadora do PSOL

por Leonardo Teles- Assessoria de Imprensa do Parlamentar — publicado 03/06/2024 09h36, última modificação 03/06/2024 09h36
Sônia Meire afirmou que o uso medicinal e recreativo da substância está no Livro Sagrado para cristãos
“A Bíblia não se refere à maconha”, Eduardo Lima rebate vereadora do PSOL

Foto: China Tom

O vereador Eduardo Lima (Republicanos), ao final do seu tempo, no Grande Expediente, na manhã dessa quarta-feira, dia 29, na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), rebateu, de forma democrática, a afirmação da vereadora Sônia Meire (PSOL), que, sem dizer como, alegou na Sessão, do dia anterior, que o uso medicinal e recreativo da Cannabis (maconha) está na Bíblia Sagrada.

 

De frente para a vereadora, que possui a cadeira mais próxima da Tribuna da Casa, o vereador afirmou: “O homem criou o uso recreativo da maconha. Como presidente da Frente Parlamentar Evangélica da CMA eu vejo a fala da vossa excelência um equívoco, como todo respeito”, 

 

 E continuou: “como representante dos evangélicos e pastor, digo que a Bíblia é um livro sagrado e milenar, respeitado por todos e por tudo, não condiz com a prática do uso recreativo de entorpecentes químicos. A Bíblia não se refere à maconha. Como fundamentalista que sou da Bíblia, digo que houve um equívoco na fala da vossa excelência e que fique registrado”.

 

Mesmo podendo pedir o “Pela Ordem” ou “Explicação Pessoal”, a vereadora Sônia Meire não se pronunciou no Plenário sobre a réplica do pastor.